Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Tai chi – meditação em movimento

Tai chi – meditação em movimento


PUBLICIDADE
Suaves movimentos que imitam as ondas do mar, banhando suavemente a areia da costa.

A esta imagem, podemos comparar os ritmados e pausados movimentos com que se pratica o Tai Chi Chuan.

Similar a outras técnicas orientais, como Yoga e meditação, o Tai Chi Chuan busca reconectar o homem (no caso dele haver perdido seu rumo) com a energia que o percorre, conhecida como Ki, na cultura chinesa.

A origem dos movimentos, em que essa milenar técnica é inspirada, derivam do Taoísmo, que forma a crença básica de várias das religiões orientais.

Mesmo tranqüilos e relaxantes, os movimentos do Tai Chi Chuan escondem uma forma de arte marcial que os orientais praticam a milhares de anos.


Princípios

Alguns definem a prática do Tai Chi Chuan como a meditação em movimento, num jogo de equilíbrio entre o Ying e o Yang.

Uma vez que se entende que essas forças são, na realidade, motores da criação, dá-se o primeiro passo para alcançar o equilíbrio interior.

Mesmo que originalmente o Tai Chi Chuan tenha surgido como uma arte marcial, a maioria das formas praticadas atualmente enfocam-se mais sobre os benefícios para a saúde que na necessidade de defesa propriamente dita.

O Tai Chi Chuan é a forma mais pura de uma técnica voltada para as artes marciais. Atualmente, ao invés do conflito, a técnica busca a harmonia e a paz no próprio corpo.


A técnica

Mesmo que essa milenar técnica seja praticada em muitas formas distintas, a maneira mais popular é a praticada desde 1956, ano em que a Comissão de Esportes da China decidiu estabelecer um procedimento básico para difundir mais o exercício.

Além do mais, os passos podem ser praticados isoladamente ou em um movimento contínuo, onde pode ser agregado o controle da respiração e sua sincronização com os movimentos, de acordo com o nível do aprendiz.

E, mesmo que a aprendizagem do Tai Chi Chuan tenha que ser sempre por via oral (do mestre ao aluno) e através do exemplo, existem certas características que podem ser explicadas de antemão:

- movimentos lentos, conservando o eixo de energia que cruza dentro do nosso corpo, dos pés à cabeça,
- evitar os movimentos bruscos ou violentos,
- respiração pausada que ajuda a relaxar os músculos e o aumento da capacidade de oxigênio que chega ao cérebro.

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 03/02/2001. Última revisão: 16/02/2015
 COLABORADORES 

Jornalista Miguel Valdívia - especial para a Saúde na Internet

 PARA SABER MAIS 
Hong Kong Tai Chi Association, em Hong Kong, China
The Heaven and Earth Academy of Tai Chi, em Londres, Reino Unido